domingo, 10 de maio de 2009

Conto: "O anjo Mãe"

Esse é um conto muito lindo, que li há algum tempo e já contei para umas mulheres que acompanhavam suas crianças na emergência do Hospital Municipal Dr. Manoel Afonso, aqui em Caruaru. Elas gostaram muito e algumas até se emocionaram.
Aqui publico, como uma pequena homenagem a esses anjos chamados mães, em especial a Solange, minha mãe, desencarnada há 12 anos (na foto, com meu irmão Markus), a minha mãe 2, Sonia, e minha dindinha Vera, anjos bons que o Senhor colocou no meu caminho, vestidas de tias.



Uma criança pronta para nascer perguntou a Deus:
- Soube que estarei em breve sendo enviada à Terra. Como eu vou viver lá, sendo assim pequeno e indefeso?
E Deus lhe disse:
- Entre muitos anjos, eu escolhi um especial para você. Ele estará lhe esperando e tomará conta de você.
E a criança perguntou:
- Aqui no céu eu não faço nada, a não ser cantar e sorrir, o que é suficiente para que eu seja feliz. Serei feliz lá?
Deus respondeu:
- Seu anjo cantará e sorrirá para você... A cada dia, a cada instante, você sentirá o amor dele e será feliz.
- Como poderei entender quando falarem comigo se eu não conheço a língua que as pessoas falam?
E Deus afirmou:
- Com muita paciência e carinho, seu anjo lhe ensinará a falar.
- E o que farei quando quiser Te falar?
- Seu anjo juntará suas mãos e lhe ensinará a rezar.
E a criança ainda perguntou a Deus:
- Eu ouvi dizer que na Terra há homens maus. Quem me protegerá?
- Seu anjo lhe defenderá mesmo que signifique arriscar sua própria vida.
- Mas eu serei sempre triste porque eu não Te verei mais, disse a criança.
- Seu anjo sempre lhe falará sobre Mim e lhe ensinará a maneira de vir a Mim. Eu estarei sempre dentro de você.
Nesse momento havia muita paz no céu, mas as vozes da Terra já podiam ser ouvidas pela criança. Ela, apressada, suplicou a Deus:
- Está chegando a hora de eu ir. Agora diga, por favor, o nome do meu anjo.
E Deus respondeu:
- Você chamará seu anjo de MÃE!

4 comentários:

  1. Mãe, quando é mãe, é a coisa mais divina e maravilhosa que um ser pode acessar - sente todas as emoções - aliás, sente até as vibrações! Você, Cigana, é uma mãe maravilhosa e certamente Victoria será um ser humano digno e terá um importante papel de PAZ nesta passagem entre nós!! Um beijo, parabéns por hoje e por todos os dias - sempre repletos de amor, dedicação e permanente doação!!! Te amo!!!

    ResponderExcluir
  2. Patrícia Brederode11 de maio de 2009 13:41

    Gabi

    Amei esse conto. Victória é uma abençoada por ter uma mãe como você!
    beijos e saudade

    ResponderExcluir
  3. Elizabete dos Santos6 de abril de 2013 00:16

    Certamente essa é uma das estórias mais emocionantes e veridicas que já li, que saudade do meu anjo Marina, obrigada Senhor pelo anjo que me deste.

    ResponderExcluir
  4. Obrigada, Elisabete, pela sua visita ao blog e pelas suas palavras. Eu também gosto muito dessa estória! Um abraço!

    ResponderExcluir

Ouça a estória "O galo rouco e o rato esperto", da Cigana Contadora de Estórias!

Quer saber quando tem estória nova no blog?

Apresentações de contadores de estórias

Palavra Cantada - O rato
Clara Haddad - O coelho e o baobá

Cia Ópera na Mala - A sopa de pedras do Pedro

Cia Ópera na Mala - Pedro Malazartes e o pássaro raro

Eventos & Cursos

A atualizar