quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

Conto: O presente do pinheirinho

Achei essa estorinha quando buscava algo novo para contar para os meus filhos - another bedtime story. Eles adoraram e eu trago aqui para compartilhar uma versão misturada do conto publicado no site da Maria Helena Cruz - Contos de Fadas e no site Cantinho das Artes Manuais.




Quando o menino Jesus nasceu, todas as pessoas ficaram alegres. Crianças, homens e mulheres vinham vê-lo trazendo presentes, pobres ou ricos.
Perto do estábulo onde dormia o menino Jesus, num berço de palha, havia três árvores, uma palmeira, uma oliveira e um pinheirinho. Vendo aquela gente que ia e voltava, passando embaixo dos seus galhos, as três árvores quiseram também dar alguma coisa ao menino Jesus.
- Eu vou dar a minha maior palma, a mais bela para que ela abane docemente o bebê, disse a palmeira.
- Espremerei minhas olivas e lhe farei um óleo puríssimo e delicado para massagear seus pezinhos, disse a oliveira.
- E eu? Que posso dar? Perguntou o pinheirinho.
-  Ora essa! Você? Você não tem nada a dar ao menino. - disseram as duas primeiras árvores. - Seus espinhos só iriam ferir a delicada pele da criança.
O pinheirinho ficou muito triste, pois sabia que as outras diziam a verdade, mas ele também queria muito dar um presente ao menino e se pôs a chorar.
Um anjo que estava ali perto escutou a conversa e teve pena do pinheirinho, tão humilde, tão sincero em seu desejo de presentear o menino Jesus e tão triste por não ter nada de bom para oferecer.
Lá no céu, as estrelinhas começaram a brilhar. O lindo anjinho olhou para o alto e chamou-as. No mesmo instante, elas desceram, com boa vontade, e foram colocar-se sobre os ramos do modesto pinheirinho, que ficou todo iluminado.
Lá no bercinho, dentro do estábulo, os olhos do menino Jesus brilharam contentes ao ver aquela árvore tão linda. E assim, até hoje, as pessoas gostam de enfeitar o pinheirinho com luzes e brilho para a noite de Natal.



Contos de Grimm são homenageados pelo Google no 200º aniversário

A logo do Google de hoje mostra o tema do conto de Chapeuzinho Vermelho, em comemoração aos 200 anos dos irmãos Grimm, acredito eu, os que recolheram o maior número de estórias ditas infantis até hoje. A logo é animada, basta clicar nas setas e seguir a versão do Google para a famosa estória da menina que desobedeceu à mãe e acabou devorada pelo lobo, mas foi salva pelo caçador.
Leia a matéria publicada pelo JB online hoje.
Doodle do Google em homenagem aos irmãos Grimm
"Os contos dos irmãos Grimm são o tema do doodle (logo) do Google desta quinta-feira. O doodle animado apresenta cenas relembrando vários personagens criados pelos escritores.
O Google costuma comemorar datas importantes para a humanidade, como aniversários de invenções e personalidades ligadas à cultura e à política, por exemplo, com customizações do logo na página inicial do site de buscas.
O primeiro doodle surgiu em 1998, quando os fundadores do Google criaram um logotipo especial para informar aos usuários do site que eles estavam participando do Burning Man, um festival de contracultura realizado anualmente nos Estados Unidos.
O sucesso foi tão grande que hoje a companhia tem uma equipe de designers voltada especialmente para a criação dos logotipos especiais. Já foram criados mais de 300 doodles nos Estados Unidos e mais de 700 para o resto do mundo."

Fonte: Jornal do Brasil

Ouça a estória "O galo rouco e o rato esperto", da Cigana Contadora de Estórias!

Quer saber quando tem estória nova no blog?

Apresentações de contadores de estórias

Palavra Cantada - O rato
Clara Haddad - O coelho e o baobá

Cia Ópera na Mala - A sopa de pedras do Pedro

Cia Ópera na Mala - Pedro Malazartes e o pássaro raro

Eventos & Cursos

A atualizar