sexta-feira, 11 de novembro de 2016

A Cigana recomenda: "Tuquinha, La Fontaine e Esopo"


Já imaginou como seria o encontro entre um gaúcho - muy macho Tchê! – e dois dos maiores fabulistas do mundo - o francês Jean de La Fontaine e o colega Esopo? A estória é a seguinte: o gaúcho Tuquinha decidiu escrever uma carta aos dois autores convidando-os a serem seus hóspedes. O convite foi aceito, os estrangeiros chegaram ao Rio Grande do Sul e a visita deles virou – para o leitor - uma deliciosa viagem literária de quinze dias, quinze “tertúlias” ou saraus literários, em que os mestres se alternam na narrativa de suas obras.
A mistura da rica cultura gaúcha – com suas expressões idiomáticas e costumes particulares – e as narrativas em que os animais arremedam os humanos em suas belezas e vilezas, temperada pelas contribuições opiniativas do anfitrião e sua senhora – uma “chinoca” pra lá de peculiar - tornam “Tuquinha, La Fontaine e Esopo” (AGE, 2010) uma obra imperdível para jovens e adultos. O autor é Luiz Morvan Grafulha Corrêa, membro da Associação Gaúcha de Escritores.
Luiz Grafulha também é o autor de “Causos do Tuquinha (2002), “Tuquinha e as Lendas Gauchescas” (2006), “Barbaridade, Tchê” (2007) e “Uma morada para velhos corcéis” (2008), entre outras deliciosas obras. Vale a pena conhecer, a diversão é garantida. À venda nas melhores livrarias :)

sexta-feira, 4 de novembro de 2016

Meu livro será paradidático!


O livro de estórias da Cigana Contadora de Estórias, personagem da escritora Gabriela Kopinits, será adotado como paradidático nas turmas da educação infantil do Colégio Bela Flor Criativa, a partir do próximo ano.  “Era uma vez… estórias de uma contadora de estórias” (Cepe Editora, 2014) traz dez contos infantis ilustrados pelo designer recifense Rivaldo Barboza e foi indicado ao Prêmio Jabuti, em sua versão digital com narração da própria autora, no ano passado.
“Quando conhecemos o livro, foi um desejo nosso trazê-lo para a escola e quando conhecemos a autora, que veio contar suas estórias para nossas crianças, ficamos ainda mais encantados e decidimos adotá-lo como nosso paradidático”, disse a psicopedagoga Fernanda Lima, diretora pedagógica do educandário.  “Foi uma alegria muito grande saber que o meu livro será adotado numa escola que tem uma pedagogia tão especial e uma boa surpresa também, pois geralmente as escolas optam por indicações de livros de autores de fora, das editoras de massa. A Cepe é uma editora pública, que não tem foco primário no comercial, mas na boa produção literária pernambucana. Então, é um motivo de orgulho porque o ‘Era uma vez’ é um livro produzido aqui, de uma autora local”, comentou Gabriela, a Cigana Contadora de Estórias.

terça-feira, 1 de novembro de 2016

Dia das Bruxas com estórias de... bruxas!

Feliz encontro!
Ontem foi Dia das Bruxas e eu comemorei com uma divertidamente assustadora sessão de estórias na Biblioteca Álvaro Lins, do Sesc Caruaru, com as crianças da 1ª série da Escola do Sesc. 

Contei "Sopa de bruxa", de Jeong Hae-Wang; "A bruxa que tinha medo do Halloween", (The witch who was frightened of Halloween) de Bertie, do site Story Nory; e "A casinha laranja" ("The little orange house") de Jean Stangl, uma estorinha que usa a técnica do kirigami. As duas últimas foram traduzidas e adaptadas por mim. Foi muito legal 

Feliz partida e feliz reencontro!





Ouça a estória "O galo rouco e o rato esperto", da Cigana Contadora de Estórias!

Quer saber quando tem estória nova no blog?

Apresentações de contadores de estórias

Palavra Cantada - O rato
Clara Haddad - O coelho e o baobá

Cia Ópera na Mala - A sopa de pedras do Pedro

Cia Ópera na Mala - Pedro Malazartes e o pássaro raro

Eventos & Cursos

A atualizar